Roteiro para amantes de vinho: 5 destinos turísticos ideais para visitar

 

Quem gosta de um bom vinho já visitou, ou pelo menos deve ter vontade de conhecer, alguma vinícola. Entre os vinhos mais famosos do mundo estão os italianos e franceses. Outro país que se destaca pela produção da bebida é os Estados Unidos, a Wine Spectator, revista especializada em vinhos, elegeu o vinho produzido por uma vinícola californiana como a melhor bebida de 2015 em seu top 100.

 

No entanto, se você gosta de apreciar a bebida e quer conhecer alguma vinícola não precisa ir muito longe para isso. A região sul do Brasil é famosa pela produção de vinho, além disso, há outros destinos turísticos pelo país e pela América do Sul que são ótimas alternativas para quem quer fazer esse tipo de passeio.

 

E, se você imagina que a visita a vinícolas é interessante apenas para quem entende do assunto, talvez seja hora de se abrir para novas experiências, pois essa pode ser uma ótima oportunidade para aprender mais sobre vinhos, além de ser um passeio bastante interessante, tanto pela parte cultural e histórica, quanto pelas belezas naturais desses locais.

 

Ficou curioso para saber quais são esses destinos? Continue acompanhando esse artigo e saiba mais sobre eles no roteiro do vinho que elaboramos abaixo!  

 

Bento Gonçalves – RS

SBTUR - Vinho - Vinicola Salton

Vinícola Salton // Flickr Glauco Umbelino

 

A Serra Gaúcha é a região mais famosa do país quando se trata da produção de vinho devido ao clima propício para as parreiras e a forte presença dos imigrantes italianos que chegaram à região no século XIX.

 

A cidade de Bento Gonçalves carrega o título de Capital Brasileira da Uva e do Vinho e abriga junto com as cidades de Garibaldi e Monte Belo do Sul, o Vale dos Vinhedos, umas das regiões mais importante na produção do vinho e que além de diversas vinícolas possui ainda um cenário encantador com belas paisagens.

 

Quem visita a cidade de janeiro a março tem a oportunidade de acompanhar a vindima, período entre a colheita da uva e a produção da bebida. Durante essa época acontece o Festival Bento em Vindima, onde os turistas podem participar da colheita e da pisa das uvas, tradicional método para extração do suco da fruta.

 

A região recebe turistas durante o ano todo interessados em visitar suas inúmeras vinícolas. A seguir listamos algumas sugestões de visita:

 

Vinícola Salton

Essa é uma das principais fabricantes de vinho do país e tem mais de 100 anos de tradição. Durante a visita, os turistas acompanham todo o processo de produção da bebida desde o recebimento, elaboração e engarrafamento até o amadurecimento dos produtos.

A vinícola possui quatro opções de roteiro que variam entre R$10 e R$50. O horário de atendimento é de 2ª a 6ª feira, das 09h às 16h; sábados, das 10h às 16h e domingos e feriados, das 11h às 16h.

Mais informações aqui: https://www.salton.com.br

 

Casa Valduga

Essa foi a primeira propriedade a construir um complexo enoturístico no Vale dos Vinhedos, além da vinícola conta ainda com hospedagem e restaurante. Outro diferencial são os roteiros personalizados, voltados para o turismo de experiência.

A visita tradicional custa R$40 e tem 1h15 de duração. O horário de funcionamento é de segunda a sábado das 9h30 às 16h30; domingos e feriados das 9h30 às 15h30.

Mais informações aqui: http://www.casavalduga.com.br

 

Vinícola Aurora

Localizada dentro da cidade de Bento Gonçalves, com 85 anos de história, essa é a vinícola mais premiada da região. Um de seus rótulos foi listado entre os dez melhores vinhos do mundo em 2015 pela Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos.

Está aberta para visitação de segunda a sábado das 8h15 às 17h15 e aos domingos das 8h30 às 11h30.

Mais informações aqui: http://www.vinicolaaurora.com.br/visitacao

 

Mendoza – Argentina

SBTUR - Vinho - Botega La Rural

Bodega La Rural // Flickr Viajes Cangrejo

 

Localizada no oeste argentino, a cidade de Mendoza é responsável por grande parte da produção de vinho do país vizinho. Ali estão localizadas cerca de 1200 vinícolas que fabricam a bebida que é apreciada mundo afora.

 

Quem pretende conhecer a região pode desembarcar diretamente na cidade ou percorrer 360km de ônibus a partir de Santiago. Veja aqui opções de hospedagem em Mendoza.

 

As vinícolas estão divididas em três áreas: Maipú, Luján de Cuyo e Vale de Uco, esse último é o mais distante da cidade. Para aproveitar melhor o dia, o ideal é agendar as visitas aos estabelecimentos da mesma região. Abaixo, listamos alguns deles:

 

Família Zuccardi

A bodega Família Zuccardi é tradicional na região e possui centenas de hectares de vinhedo distribuídos em fazendas pela cidade. Na região de Maipú fica a Casa del Visitante, um complexo turístico onde é possível fazer roteiros diferenciados –  como um passeio de balão pelos vinhedos – e apreciar a gastronomia em um de seus dois restaurantes.

 

Bodega La Rural

Localizada na região de Maipú, essa é uma das vinícolas mais antigas da cidade e abriga o Museo del Vino que conta com uma coleção de mais de quatro mil peças do período colonial.

A visita guiada acontece de segunda a sábado e aos feriados das 9h às 17h

Mais informações aqui: http://www.bodegalarural.com.ar

 

Catena Zapata

Ela fica localizada na rota de Luján de Cuyo e surpreende pela arquitetura inovadora  em formato de pirâmide e por suas modernas instalações.

A bodega possui um terraço onde é possível ter uma visão panorâmica dos vinhedos com a Cordilheira dos Andes ao fundo.

As visitas são realizadas de segunda a sexta-feira e os horários variam de acordo com o passeio escolhido. É recomendável agendar a visitação antecipadamente pelo site.

Mais informações aqui: http://www.catenawines.com

 

Vale do São Francisco

SBTUR - Vinho - Miolo Ouro Verde

Miolo Ouro Verde // Divulgação

 

Essa região do Nordeste, localizada entre Pernambuco e Bahia, se apresenta como mais um destino turístico para quem aprecia a bebida e não poderia ficar de fora do nosso roteiro do vinho.

 

Mesmo com clima tão diferente do que normalmente se encontra nos locais fabricantes de  vinho, o Vale do São Francisco conta com seis fazendas produtoras e detém cerca de 15% do mercado nacional.

 

O clima, aliás, possibilita que a região seja a única a produzir duas safras e meia ao ano. Normalmente só acontece uma safra já que de abril a julho os vinhedos passam por um período de repouso e voltam a florescer entre agosto e dezembro, ficando prontos para colheita entre dezembro e março. No entanto, o clima quente e a água para irrigação em abundância devido à presença do Rio São Francisco ao redor fazem com que as plantas se desenvolvam durante o ano todo.

 

Para chegar a região o melhor caminho é por Petrolina que fica a cerca de 60km. Veja aqui hotéis para se hospedar na cidade.

 

Outra opção é fazer o trajeto de barco no roteiro turístico o Vapor do Vinho que sai de Juazeiro/Ba e leva os viajantes até a vinícola Ouro Verde, porém o passeio só acontece aos finais de semana.

 

Santa Maria

A maior vinícola do estado possui vinhos com premiação internacional. Na visita é possível conhecer o parreiral, a adega e fazer degustação de espumante e vinho.

O tour custa R$10, acontece de segunda a sábado e é necessário agendar pelo site.

Mais informações aqui: http://www.vinibrasil.com.br

 

Ouro Verde – Miolo Wine Group

A vinícola faz parte do Grupo Miolo que possui outras propriedades no sul do país. A fazenda recebe mais de 20 mil turistas por ano.

Para realizar a visita é necessário agendamento prévio pelos telefones (74) 3536- 1132 ou (74) 3527-4243.

Mais informações aqui.

 

Santiago – Chile

SBTUR - Vinho - Concha y Toro

Concha y Toro // Flickr Leonardo Shinagawa

 

Outro destino turístico na América do Sul conhecido pela produção da bebida é o Chile. Os vinhos produzidos com as uvas Cabernet Sauvignon são conhecidos mundialmente. Se você não entende muito sobre os tipos de uva, leia esse artigo para aprender mais sobre as características de cada uma delas.

 

As vinícolas chilenas estão localizadas em três regiões ao redor de Santiago, o Vale Casablanca e Vale de Maipu estão próximas a cidade e é possível fazer um passeio bate-volta, já o Colchagua fica um pouco mais distante.

 

Veja abaixo algumas sugestões de estabelecimentos para você visitar na sua próxima viagem:

 

Concha y Toro

Provavelmente essa é a vinícola mais famosa entre os brasileiros que visitam o Chile. Seu rótulo Casilleiro Del Diablo é facilmente encontrado por aqui, além disso, a propriedade fica a menos de uma hora do centro de Santiago e é possível chegar de transporte público.

O tour guiado passa pelo parque, jardins e pela residência de verão da família Concha y Toro construída no século XIX. A visitação acontece todos os dias das 10h às 17h e é necessário reservar antecipadamente.

Mais informações aqui: http://www.conchaytoro.com

 

Santa Rita

Localizada na região Valle del Maipo, ela fica próxima a Concha y Toro  e você pode conhecer as duas no mesmo dia.  É um complexo turístico que possui museu, restaurante e hotel. Além do tour é possível fazer pic nic, passeio de bicicleta, entre outras atividades.

A visita guiada em português acontece de terça a domingo ao 12h30 e às 15h30 e tem duração de 1h10 minutos. É recomendável reservar antes.

Mais informações aqui: http://www.santarita.com

 

Santa Cruz

Essa vinícola fica localizada em Colchagua a 180km de Santiago. Ela chama atenção dos turistas devido ao passeio de teleférico onde é possível ver as plantações de uva de cima. Conta ainda com um observatório para fazer um tour astronômico e o museu do automóvel.

seis opções de roteiros, além de atividades de bicicleta e trekking. As visitas também devem ser agendadas.

Mais informações aqui: http://www.vinasantacruz.cl/

 

Caxias do Sul – RS

SBTUR - Vinho - Lacave

 

O último destino turístico do nosso roteiro do vinho é a cidade de Caxias do Sul que fica a cerca de 40km de Bento Gonçalves, se você tiver tempo pode incluir a cidade durante a viagem ao Vale dos Vinhedos.

 

O município conta com diversas vinícolas familiares que valem a visita, veja abaixo algumas delas:

 

Lacave

A vinícola conta com um castelo construído em arquitetura medieval que é uma das atrações turísticas da cidade. Durante o tour guiado é possível passear pelo interior do castelo e fazer degustação de vinhos.

A visita custa R$10 e acontece de terça a sábado das 9h às 20h e domingo das 10h às 15h.

Mais informações aqui: http://www.lacave.com.br

 

Zanrosso

O estabelecimento é administrado pela família Zanrosso. Durante a visita é possível conhecer mais sobre a história da propriedade  e acompanhar o processo de produção do vinho. Ao final da visita acontece a degustação de vinhos e outros produtos coloniais.

O tour acontece de segunda a sábado das 9h às 18h; domingos e feriados das 9h ao 12h.

Mais informações aqui: http://vinhoszanrosso.com.br/

 

O enoturismo segue ganhando destaque entre os viajantes interessados em aprender mais sobre a produção dos vinhos.

O roteiro pelos destinos turísticos listados acima encanta os turistas não só pela presença marcante da bebida, mas também pela parte histórica e pelas paisagens desses locais, sem dúvida, uma viagem que vale a pena, não é mesmo?

 

Foto de Capa: Casa Valduga // Flickr Lidyanne Aquino

 

Fique mais próximo da viagem dos seus sonhos. Conheça o Plano de Viagens SBTUR!

QUERO VIAJAR

Continue a leitura

A viagem perfeita, conteúdo exclusivo

Faça parte de um grupo seleto que viaja todo ano. 50.000 pessoas recebem nossas dicas gratuitamente.

Respeitamos sua privacidade. Você está 100% seguro!

Não encontrou o que estava procurando?

Copyright © SBTUR Viagens S.A. | Todos os direitos reservados. | Feito com ❤ em Floripa