Quanto de dinheiro levar em uma viagem? Confira algumas dicas essenciais

O financeiro já é motivo de preocupação no dia-a-dia. Agora imagine longe de casa, em uma viagem onde se gasta (e se quer gastar) mais?

É completamente normal o turista ficar em dúvida e indeciso sobre quanto dinheiro levar na viagem e qual é a melhor forma de pagamento quando se está fora – se é dinheiro, ou cartões de crédito, débito e pré-pago.

E são por essas dúvidas serem muito recorrentes que a SBTUR vai te dar algumas dicas sobre a quantia ideal de dinheiro para viagem e sobre as vantagens e desvantagens de cada meio de pagamento.

Confira:

Quanto levar?

Quanto dinheiro levar?

Para ter uma estimativa de quanto será o seu gasto, é essencial que se faça um plano de viagem. Ele deve levar em consideração todas as refeições e o que você vai querer fazer no local de destino.

É claro que essa estimativa não é fixa e ela pode variar, principalmente, de acordo com o perfil do turista e com a cidade que será visitada. Por exemplo, o viajante que gosta de fazer compras e apreciar a gastronomia local nos melhores restaurantes com certeza vão gastar mais do que aqueles que vão ao estilo “mochilão” e só gastar o necessário.

Pesquise os custos da viagem

Os preços médios de passeios, transporte, compras e alimentação costumam variar de cidade para cidade. Tudo isso pode influenciar no valor que você deve levar na sua viagem.

A melhor maneira de saber esses valores é pesquisando. Existem algumas ferramentas online que podem te ajudar nisso, como a Quanto Custa Viajar. Ela exibe o preço diário em várias cidades do mundo. Você também pode conversar com o seu agente de viagens! Ele tem todo o conhecimento e experiência para te informar sobre gastos em relação à viagem.

Após ter feito essa etapa, de definição de orçamento diário, calcule o valor total da viagem de acordo com a duração e o número de pessoas que irão com você. Procure manter os gastos dentro do estipulado para não ficar sem recursos e para não ter surpresas com as faturas dos cartões de crédito.

 

 

Como levar o dinheiro para viagem?

Como levar dinheiro em viagem

Agora que você já sabe quanto vai gastar, em média, na sua viagem, o próximo passo é avaliar qual seria o melhor meio de pagamento desses gastos enquanto você estiver lá.

Aqui no Brasil é mais fácil: a maioria dos lugares aceita cartões de crédito e débito, que são consideradas formas mais seguras do que levar muito dinheiro vivo na carteira. Porém, algumas notas no bolso podem te ajudar na hora de fazer comprar em estabelecimentos que podem não aceitar cartões.

No caso de viagens internacionais, alguns outros fatores devem ser levados em consideração:

Lugares que não aceitam cartões

Alguns países, principalmente os da América do Sul, possuem muitos estabelecimentos que não aceitam cartões de crédito nem de débito. Antes de levá-los como únicas opções de pagamento, pesquise se será fácil encontrar as maquininhas.

Dinheiro em espécie

Levar o dinheiro em espécie é a forma mais simples e barata – isso porque as transações feitas pelos cartões fora do país de origem geram taxas. Além disso, usar somente o dinheiro para viagem pode ser uma opção para quem quer economizar, porque os gastos ficam limitados à quantia que foi levada.

Contudo, existe um risco. Se todo o valor que você tem for roubado ou perdido, você pode ficar em um país estranho sem recursos. Se essa for a sua opção, providencie maneiras de guardá-lo com segurança, como um porta-dólar, que permite que o turista leve as notas de dinheiro para viagem de forma segura junto ao corpo.

Cartão de crédito internacional

Uma alternativa mais segura do que a anterior, pois o cartão pode ser cancelado em caso de roubo e perda. Muitos turistas preferem utilizar o crédito para acumular pontos e milhas no cartão que os ajudarão com as passagens.

Nessa modalidade, além da taxa IOF de mais de 6%, há uma dificuldade maior em prever os custos da viagem. A cotação da moeda pode aumentar até o fechamento da fatura, o que pode deixar a conta acima do planejado.

 

Cartões para a viagem

 

Cartão de débito internacional

Assim como a opção anterior, o cartão de débito internacional também tem uma IOF de mais de 6%. Mas é mais vantajoso do que o cartão de crédito para controlar os gastos, já que o câmbio será feito no momento da transação, o que evita surpresas com a conta no fim do mês.

Esse cartão também pode ser cancelado em caso de roubo e furto, porém a reposição do saldo pode demorar. Outra vantagem do cartão de débito é que ele permite o saque da conta corrente em caixas eletrônicos no exterior.

Mas vale lembrar que isso pode não ser muito vantajoso, porque além da taxa de saque que pode ser bem alta, é cobrado o IOF a cada saque. Dessa forma, o cartão de débito é mais indicado para emergências e imprevistos.

VTM – Cartão Travel Money

É um cartão pré-pago que permite a recarga quando houver necessidade, inclusive pela internet. Nessa opção, também há cobrança de mais de 6% de IOF na carga ou recarga. O ideal é carregar o cartão na moeda do país que você irá visitar para não perder dinheiro na conversão.

O VTM funciona como cartão de débito, sendo aceito para pagamento em diversos estabelecimentos. Também é possível sacar em caixas eletrônicos mediante pagamento de taxa.

A melhor forma de saber quanto e como levar o dinheiro para viagem é analisar o seu perfil e a viagem que você fará. Converse com um agente de viagens da SBTUR para um planejamento em conjunto.

De qualquer forma, o ideal é ter mais de uma opção, caso ocorra algum imprevisto. E é importante sempre levar a moeda local em papel, mesmo que em pequena quantia.

 

 

Fique mais próximo da viagem dos seus sonhos. Conheça o Plano de Viagens SBTUR!

QUERO VIAJAR

Continue a leitura

A viagem perfeita, conteúdo exclusivo

Faça parte de um grupo seleto que viaja todo ano. 50.000 pessoas recebem nossas dicas gratuitamente.

Respeitamos sua privacidade. Você está 100% seguro!

Não encontrou o que estava procurando?

Copyright © SBTUR Viagens S.A. | Todos os direitos reservados. | Feito com ❤ em Floripa